NÃO DIGA A MINHAS FILHAS QUE GANHO A VIDA
ORGANIZANDO VIAGENS QUE EMOCIONAM.
ELAS ACHAM QUE EU SOU UM CHEF FAMOSO.

Antonio, fundador e alma matter em SlowTravelers



Olá! Por trás do plural corporativo de slowTRAVELERS, estou eu, Antonio. Fundador e, como meu engraçado parceiro Radilson diz, mestre-artesão de viagens.

Desenho há quase dez anos, viagens em grupo desde o zero. Viagens que não existem em nenhum catálogo turístico. Viagens 100% feitos à mão. Com as minhas próprias.

Para esta forma de trabalho artesanal na criação de viagens fora do padrão, somos procurados por viajantes insatisfeitos que não querem sentir-se meros turistas. Viajantes espertos (com «S») que procuram autênticas e inspiradoras experiências de vida longe do turismo de massa.

Ao viajar com a slowTRAVELERS, você o fará junto com outros viajantes com sensibilidade e expectativas semelhantes. Viverá em primeira pessoa, sem superlotação, experiências emocionantes que na dinâmica do turismo convencional, você não consegue viver.

viagem livre, sem rumo fixo

Este aqui com aquelas duas mochilas, sou eu em 2006, na espetacular Carretera Austral da Patagônia Chilena. Eu tenho a cara de estar perdido, mas não. Eu sabia muito bem onde estava. Naquela época, imerso no meio de uma viagem pela América Latina que durou quase um ano e meio. Foi uma viagem livre. Sem tempo. Sem rumo fixo. Procurando a felicidade fora dos guías turísticos.

Essa viagem permitiu-me ceder a lugares, experiências e pessoas que nunca, nunca na minha vida, imaginei que estariam ao meu alcance.

Felicidade de voltar para casa com o dever cumprido


Em 2011, decidi vir morar no Brasil. Fiz isso pelo amor de uma linda brasileira que agora é mãe de minhas duas adoráveis filhas.

Foi então que coloquei minha experiência como viajante independente para criar a slowTRAVELERS. E fiz isso com o propósito de desenhar viagens alternativas ao turismo tradicional de massa.

Nossos viajantes vivenciam experiências reais autênticas, e não de catálogo turístico. Desenhamos elas a propósito para cada viagem, sem intermediários, e com o objetivo de não cair no convencional. Esse abordagem nos faz únicos.

SE VOCÊ QUER SE AFASTAR DO CONVENCIONAL, ATENÇÃO!

Minhas viagens são planejadas deliberadamente para aquela minoria de viajantes genuínos que, como eu, estão empenhados em conhecer o mundo de uma forma mais auténtica. São poucos. Somos poucos. Mas gostamos de viajar quase até o limite dos mapas, longe de tudo. Procurando experiências mais intimistas.

.

ESTA MANEIRA DIFERENCIADA DE VIAJAR FOI PENSADA PARA:

Viagens diferentes em boa companhia

Viajantes inteligentes, aqueles que usam a cabeça para pensar com seus próprios critérios, e que não escolhem destinos com base na moda.

Viajantes ávidos por descobrir culturas e paisagens de natureza diferentes daquelas do Instagram

Viajantes que entendem os benefícios de sacrificar ocasionalmente o conforto de uma acomodação, para poderem viver experiências fora do padrão em um lugar mais simples.

Viajantes conscientes que, imersos em um de nossos grupos, terão acesso a experiências absolutamente autênticas e diferentes das do turismo de massa e que de outra forma não poderiam vivenciar.

Viajantes, enfim, que viajam para curtir, explorar, voltarem melhores, mais sábios, mais ricos.

MINHA VIAGEM PELA VIDA

Se você está pensando em viajar com a gente, sugiro assistir esse vídeo para me conhecer e ter a certeza que, em mim, você pode confiar e viajar tranquilo. Sem preocupações.

No ano de 2021, fiz 50 anos de vida e quis compartilhar com amigos e familiares um vídeo de 6 minutos, do que foi a minha viagem pela vida. Entendo que algumas pessoas (exceto a minha mãe) podem até emocionar-se .

(*) Outros viajantes como você, exigentes e com grandes expectativas,
opinam isso de mim como organizador de viagens

E então, quer ser parte ativa desta família que é a slowTRAVELERS?

.

Logotipo Slowtravelers

Acesso exclusivo para viajantes que querem descobrir o que de extraordinário tem a vida
em roteiros além do comum. Afastados do turismo massificado. 
A destinos que, às vezes, nem aparecem nos mapas.

Um outro jeito de viajar é possível, sim!!